Magno Malta perde vaga no Senado após 15 anos de mandato

Magno Malta seria o grande nome para ser vice de Bolsonaro, mas escolheu tentar a reeleição.

O Senador Magno Malta (PR-ES), amargou uma dura derrota nas urnas neste domingo de eleições. Ocupando uma cadeira no Senado Federal desde janeiro de 2004, Malta, que além de político é pastor evangélico e cantor gospel, ficará sem mandato a partir de janeiro de 2019.

Magno Malta acabou ficando em terceiro lugar nas eleições, e os 611.284 votos, não foram suficientes para lhe garantir uma das duas vagas.

Fabiano Contrato (Rede), acabou em primeiro lugar, com 1.117.036 votos e Marcos do Val, garantiu a segunda cadeira com 863.359 votos.

70x7 na bíblia

Escolheu errado

Magno Malta vinha sendo cogitado como o grande nome para ser o vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL). O partido até já havia lhe dado carta branca, mas apesar dos vários convites do próprio Bolsonaro, Magno Malta recusou todos, e preferiu apostar em sua candidatura.

Devido aos anos no poder e os serviços prestados no Estado do Espirito Santo, Malta acreditava ter uma chance real de se reeleger pela terceira vez.

Dossiê Magno Malta

Duas semanas antes das eleições, o polêmico youtuber Paulo Souza do canal “No Entanto”, divulgou um dossiê de Magno Malta que acabou dando o que falar nas redes sociais.

O vídeo acabou influenciando diretamente no resultados das eleições que deixaram Malta fora do Senado.

Fonte: O fuxico Gospel

MANUAL DO PREGADOR
Aprenda Como Preparar Sermões e Pregar a Bíblia.
Disponível por tempo limitado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *